Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FIM da Trafulhice

Pelo exposto ao longo do presente documento -- Chega de fabricar crimes na secretaria - que para acabar com tais propósitos, a gravação de imagem e som é o remédio certo - complementado com o crime de enriquecimento inj.

FIM da Trafulhice

Pelo exposto ao longo do presente documento -- Chega de fabricar crimes na secretaria - que para acabar com tais propósitos, a gravação de imagem e som é o remédio certo - complementado com o crime de enriquecimento inj.

CONTESTAÇÃO

por CORRUPTOS, em 27.09.16




      SENHOR PRESIDENTE DA ASSEMBLÉIA DA REPÚBLICA

 

Senhor primeiro-ministro,

Senhores membros do governo,

Senhores lideres parlamentares,

Senhores deputados,

Minhas senhoras e meus senhores: O cidadão Raul Manuel Quina Caldeira Soares da Silva, vêm a tornar ao conhecimento, de que surgiram (2) dois novos despachos, que se prendem com os requerimentos que se antecederam - nos termos e pelos seguintes fundamentos, Cf. http://atoscorruptos.blogs.sapo.pt/impunes-22-7197

1 - Despacho dos serviços do Ministério Publico, junto do tribunal de Abrantes - 12-09-2016

MP 595 A.jpg

 

MP 595 B.jpg

 

MP 595 C.jpg

 



2- Tal causídico nada mais fez, do que se ficar pelo dinheiro, como é da praxe, que para tanto foi o arguido o ora peticionante, que decorridos mais de 39 meses, o veio a interpor o pedido de aceleração processual, onde por-demais se encontram retratadas a falta de condições desse advogado, em outras circunstâncias, que mais do que vergonhosas, humilhantes - o são criminosas da lei e do direito, tal como se pode aferir, acedendo ao  Link -  Citado no final do ponto 15, do requerimento que se antecedeu:http://atoscorruptos.blogs.sapo.pt/impunes-22-7197  

3- As divergências entre cliente e advogado, conduziram ao despedimento do doutor LEONARDO SANTANA MAIA, que posteriormente na qualidade de delegado da Ordem dos advogados de Abrantes, veio a comunicar ao tribunal - QUE TODOS OS ADVOGADOS NAQUELA ORDEM, SE RECUSAVAM A DEFENDER O ARGUIDO. Pelo que lá veio um advogado do Entroncamento, contra a própria vontade do mesmo o arguido, que sempre o exigiu assumir a sua própria defesa - mas que não lhe foi permitido provar a sua inocência - para que não se aferi-se quanto à culpa, de tão ilustres senhores, da falsa moral e dos maus costumes do SISTEMA, Cf. http://atoscorruptos.blogs.sapo.pt/pois-na-verdade-a-acusacao-nao-passa-de-3585

4- Nessas circunstâncias, pedir escusa, e coincidente ao fim do prazo para a abertura de instrução: Logo se colocam sérias reservas à despachada do (MP), que tinha pleno conhecimento, que esse causídico - à muito que não representava o arguido: lamentando ainda o facto desse o não ter vindo a devolver o dinheiro a quem tanto se esforçou em honrar os seus compromissos, ao aceitar a proposta desse advogado, em baixar os valores dos seus honorários em troca de não passar recibo (imagine-se). Que erradamente saindo a condição de arguido logo por si diminuída, na sua dignidade consideração e honra - afigura-se que melhores esclarecimentos a esse respeito, o devem ser pedidos junto do doutor LEONARDO SANTANA MAIA - que certamente não se vai escusar à verdade, tão ilustre causídico - que espantalhos-amente se ergue de medalha de mérito ao peito - apavonado em tão grande esplendor - O ADVOGADO MAIS MEDIÁTICO DO MOMENTO - segundo a imprensa: http://www.mediotejo.net/santana-maia-leonardo-as-ligacoes-a-regiao-do-advogado-mais-mediatico-do-momento/

5- Tão agigantada pose de homem sábio de consciência, em que tanto se enaltece de valores morais e intelectuais, no papel de um ilustre, honroso advogado. Que bem sabendo que os GRANDES HOMENS se revelam pelas suas ações -  não tendo assim, nada que se lhe agoire: Carente de credibilidade, enganador sem escrúpulos, que então se firma, da notoriedade alcançada pelos seus familiares (antepassados), no desempenho de tão nobres funções: vislumbrando-se o cimentar de uma eventual candidatura à Câmara Municipal de Abrantes, a concorrer como independente - e assim anda a vida dos portugueses às mãos da subespécie humana, Cf.https://atoscorruptos.blogs.sapo.pt/burloes-a-coberto-da-gnr-e-do-mp-de-2517

6 -  CONTRA O DIREITO INTERNACIONAL - por imposição do disposto no  nº.1 do artigo 64 do CPP ): Aos arguidos, se impede de assumir a sua própria defesa, o direito a poder provar a sua inocência, assumir-se. Pelo que a mal e à força, vêm o arguido a requer a nomeação de um advogado - QUE SE PREZE HONRAR A CLASSE QUE REPRESENTA, e assim venha a proceder à abertura de instrução, que salvo o devido respeito e melhor opinião -  mais se avizinha, uma chuva de nomeações de advogados oficiosos e sucessivos pedidos de escusa, arrastar as coisas no tempo - COMO É DA PRAXE DO SISTEMA - que no caso se afigurava, em mais uma prescrição - mas que o pedido de aceleração processual, o fez descambar, em mais um forte ataque, de cala a boca  - CONTRA À LIBERDADE DE EXPRESSÃO.

7- Despacho da Procuradoria-Geral da Republica - 14-09-2016

PGR A.jpg

PGR B.jpg

 

PGR C.jpg

 



8 - AFIRMA A SENHORA PROCURADORA JOANA MARQUÊS VIDAL: Que foram realizadas inúmeras diligências, de aquisição de prova, salientando-se a realização de buscas domiciliarias, de pericias forenses, de recolha de cerca de cinco dezenas de documentos, de inquirição de testemunhas, e do interrogatório ao arguido: Que logo à saída do gabinete da procuradora, junto de uma técnica de justiça, foi apresentada queixa, pelo que o foram rasgados papéis das declarações, tal como havia acontecido no gabinete da procuradora - que por ultimo veio a relação de Évora, a proferir despacho de arquivamento, para não fugir à praxe, um por todos e todos por um - pelo que se apela ao uso do audiovisual, nos interrogatórios, julgamentos, em todos os serviços da Administração publica - acabar com o livro de reclamações, e remata-se por aqui em relação ao uso das novas tecnologias para defesa dos magistrados e cidadãos de bem, contra essa praga de vermes sem escrúpulos, que a tanto a indignação leva, mas que não altera a veracidade dos factos, ENTENDA-SE! 

9 - " Ora a verdade é que nessa data o inquérito se mostra encerrado, por despacho proferido a 22-08-2016 " .-  O pedido de aceleração processual deu entrada nos serviços a 18-08-2016, que por força da lei obrigou a que fosse proferido o despacho, que então o veio a ter lugar (4) QUATRO DIAS DEPOIS, A ESSA DATA 22-08-2016, Cf. http://atoscorruptos.blogs.sapo.pt/pedido-de-aceleracao-processual-6663  

10 - " Quanto às buscas e inquirição de cerca de 50 testemunhas ", que de resto veio o arguido a ser indiciado pela pratica de mais 8 crimes por difamação, criando-se habilidosamente a ideia que o arguido praticou mesmo esses crimes - que a essa parte o se remata, com o blog, que ainda à pouco acabado de nascer - já fatura mais de 120 mil visitas, Cf. http://atoscorruptos.blogs.sapo.pt/impunes-22-7197 

11- A Senhora Procuradora-Geral da Republica, limitou-se advogar em defesa dos maus procedimentos dos serviços que representa e, como sempre o veio a sair airosamente a " descarte" rematando para o mesmo de sempre o Coordenador dos serviços do (MP) de Abrantes, o que não causou espanto. Lembrando, que tantas foram as queixas do arguido ora requerente (AO LONGO DE TANTOS ANOS), contra esses mesmos serviços e por inoperância do seu Coordenador - para o que se implorou a V/comunicação (PGR), datada de 06-12-2012. Importa em vir a dizer: de que não se vislumbra que o processo, se possa vir a resolver , com a intervenção por parte desse magistrado superior e o tempo assim o há-de vir a confirmar, e VEª. tem consciência disso mesmo - 10 de  Dezembro do ano de 2012, Cf. http://portugal100lei.blogs.sapo.pt/625.html


12 - Sendo o Coordenador dos serviços do (MP), de Ponte de Sor, o mesmo magistrado que coordena esses mesmos serviços em Abrantes -, que de resto os processos se cruzam no tempo e, se tocam nas consequências. Dai que não foi de ânimo leve, que a Senhora Procuradora-Geral da Republica o veio a ser arrolada como testemunha pelo arguido, como se confirma da contestação, onde uma vez mais se alerta para a perseguição, o clima de vinganças que paira, nesse tribunal, que para tanto o arguido solicitou junto do seu advogado oficioso, para que viesse a tomar uma posição, de modo que o julgamento, se pudesse realizar em um outro tribunal - mas tal condição, não se verificou, Cf. http://atoscorruptos.blogs.sapo.pt/contestacao-ao-ricardo-esteves-a-18-de-16788

13 - O certo é que a  Senhora Procuradora-Geral da Republica, não se fez estar presente, nem a técnica responsável pelos relatórios dos serviços de Reinserção Social e Prisionais  - tal como os peritos ai indicados -, apesar dos esforços do arguido nesse sentido, para que não o fosse mais uma vez CHACINADO, Cf. http://atoscorruptos.blogs.sapo.pt/denuncia-e-queixa-6407

14 - TEMPOS ESSES, QUE ENTÃO SE JULGAVAM FINDADOS: Com a revolução do 25 de Abril de 1974, que ainda que pela via das armas, mas sem que tenha ocorrido um banho de sangue como o era de prever - 25 DE ABRIL SEMPRE - FASCISMO NUNCA MAIS !
http://visao.sapo.pt/visaojunior/noticias/2016-04-11-25-de-Abril---O-Dia-da-Liberdade

15 - TÃO GRANDIOSO SINAL DE DEMOCRACIA nos foi dado ao país e o mundo -  mas que não passou disso mesmo, como sempre ao longo dos tempos como alguém de consciência, também o soube descrever, Cfhttp://atoscorruptos.blogs.sapo.pt/a-justica-dos-pobres-7468

CONCLUSÃO: AS NAÇÕES DEMOCRÁTICAS precisam libertar-se de suas concepções estáticas e defensivas e imbuir-se de espirito dinâmico de ataque e conquista. Neste sentido, O Ministério Publico muito pode fazer. Ele é a guarda avançada da Democracia, que procura resolver os problemas através da lei. Aos seus membros cabe uma atitude ativa e dinâmica de verdadeiros magistrados, de pé ( dai os franceses denominarem-nos de magistrados débout). Sim. De pé em cumprimento do dever; de pé para defender o povo; de pé para atacar o malvado e mentiroso; de pé para reprimir o violento, combater o corrupto e proteger o homem pacifico. De pé em luta pelo Direito. De pé para servir a justiça e buscá-la. De pé para o triunfo da verdade - O POVO EXIGE QUE SE LEVANTEM:  http://atoscorruptos.blogs.sapo.pt/impunes-22-7197

Raul Manuel Quina Caldeira Soares da Silva




Data: Tue, 27 Sep 2016 16:30:54 +0100
De: "Raul M.Q.C.S.silva" <raulcaldeira@hotmail.com>
Assunto: CONTESTAÇÃO
Para: "mp.abrantes.tc" <mp.abrantes.tc@tribunais.org.pt>
Cc: PGR <mailpgr@pgr.pt>



----- Fim de mensagem reenviada -----

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Favoritos