Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FIM da Trafulhice

Pelo exposto ao longo do presente documento -- Chega de fabricar crimes na secretaria - que para acabar com tais propósitos, a gravação de imagem e som é o remédio certo - complementado com o crime de enriquecimento inj.

FIM da Trafulhice

Pelo exposto ao longo do presente documento -- Chega de fabricar crimes na secretaria - que para acabar com tais propósitos, a gravação de imagem e som é o remédio certo - complementado com o crime de enriquecimento inj.

 

 -- Mensagem encaminhada de Santana-Maia Leonardo <sml@outlook.pt> -----

Data: Thu, 1 Oct 2015 03:41:52 +0100
De: Santana-Maia Leonardo <sml@outlook.pt>
Assunto: Re: VIOLOU O SEU CÓDIGO DE CONDUTA DE HONRA !
Para: Raul Manuel Quina Caldeira Soares da Silva <raulcaldeira@sapo.pt>

Boa tarde!
 
O senhor pagou-me para lhe tratar e o acompanhar num processo.
É isso que tenho feito. Não fui notificado de mais nada nesse processo.
Relativamente a um outro (pelo qual não me pagou nada), fiz várias reuniões consigo e com a outra parte com vista a chegarmos a um acordo.
Cheguei a um resultado que me pareceu vantajoso para a sua parte e aconselhei-o nesse sentido.
O senhor recusou e eu disse-lhe que, nesse processo, acabava aí a minha intervenção.
Se quiser tratar de alguma coisa comigo, tem de ir ao meu escritório porque eu não trato dos assuntos por mail.
Aliás, já estou a fazer mais do que devia porque não sei sequer com certeza quem é a pessoa que me está a enviar os mails.
 
Atenciosamente
Santana-Maia Leonardo
 
Sent: Wednesday, September 30, 2015 2:20 PM
Subject: RE: VIOLOU O SEU CÓDIGO DE CONDUTA DE HONRA !
 

Boa tarde!


 
Continua assumir um comportamento desviante-evasivo, o maior cego não é o que não vê, mas antes o que vendo não quer ver, mas viu o meu dinheiro?
 
É habito as pessoas procurarem-no para lhe dar dinheiro a troco de nada ?
 
O senhor é a favor da criminalização do enriquecimento (injustificado) ilícito?
 
A questão não esta nem deixa de estar em opiniões, eu paguei-lhe para vir a defender os meus legítimos interesses, não foi uma consulta jurídica , certo?
 
Se eu tornar os factos ao conhecimento publico, tem algo contra ?
 
 
Raul Manuel Quina Caldeira Soares da Silva

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Favoritos